Kingsman: The Secret Service (2015)

Kingsman: The Secret Service (2015)

kingsmanlogo

Kingsman_The_Secret_Service_poster

  • Realizado por: Matthew Vaughn
  • Com: Colin Firth, Taron Egerton, Samuel L. Jackson
  • 129 Minutos
  • English: british-flag

A primeira vez que vi Kick Ass, fiquei quase fascinado com a combinação de violência e comédia que não deixou espaço para ficar desapontado. As cenas de acção eram intensas e era impossível não reparar na envolvente descontraída que rodeava o filme… Uma experiência diferente no género. A partir desse momento, pode-se dizer que fiqueium fã assumido de Matthew Vaughn pela forma como conjugou dois géneros muito diferentes. Foi então que ao ver pela primeira vez o trailer de Kingsman, fiquei curioso, questionando-me se Vaugn seria capaz de me impressionar da mesma forma que o fez com Kick Ass. Enquanto o primeiro tratava de um super herói real viciado em banda-desenhada que ansiava pelo momento em que a sua vida iria mudar, Kingsman centra a atenção na história de uma organização de agentes secretos que recruta cavalheiros para proteger o nosso mundo das ameaças mais perigosas. Com um grande elenco e uma história que parecia trazer ao grande ecrã a intensidade e a emoção dos antigos filmes de James Bond, a decisão estava tomada… Kingsman era um filme a não perder.

Kignsman segue a história de um agente da organização homónima, Harry Hart (Colin Firth), que recruta um rapaz do bairro sem ambições para um programa competitivo de treino que se destinava a escolher o candidato adequado para se juntar à agência. Numa luta contra um vilão e também guru da tecnologia, Valentine (Samuel L. Jackson), que prepara-se para mudar o mundo para sempre, Hart tem de dividir a sua atenção com o treino do rapaze com uma das missões mais difíceis da sua carreira.

Quando comparado com Kick Ass, devo dizer que o factor surpresa esteve um pouco fora da equação tendo em conta que já esperava uma grande combinação de humor e violência. Ainda assim, Kingsman está repleto de momentos hilariantes e em dois destes é capaz de deixar os espetadores de olhos abertos. Harry Hart é um agente habilidoso que combate o crime com charme e com um pouco de bom humor à mistura (graças à interpretação carismática de Colin Firth, algo que todos estamos habituados a ver). Eggsy (Taron Egerton) é apresentado com um rapaz perdido, incapaz de se encontrar e que se vê preso numa vida controlada pelo namorado abusivo da mãe. Contudo, ao conhecer Hart, tudo muda e Eggsy torna-se num rapaz confiante com uma nova forma de pensar e de ver o mundo que o rodeia. Com esta evolução de Eggsy no meio de uma história que incluí um dos vilões mais engraçados e no mínimo peculiares que o género já conheceu, a tarefa de Vaughn é cumprida com sucesso. Valentine é um vilão incapaz de matar o quer que seja e apresenta uma personalidade um tanto ou quanto interessante e sem dúvida engraçada, capaz de cativar e de captar a atenção do espetador. Sem esquecer Michael Caine, Kingsman vê parte do seu potencial em interpretações engraçadas e curiosas de um elenco repleto de grandes nomes da indústria que, tornam assim o filme numa experiência muito especial.

Kingsman é um filme de acção que nunca perde o impacto e o bom humor e que consegue captar a atenção de todos os espectadores com momentos peculiares e uma história que honra o género. Sempre com boa disposição e surpreendente, o enredo torna-se refrescante, mesmo com a falta de aspectos intensos e intrigantes usuais em filmes sobre espionagem. Kingsman é uma boa adição de Vaughn à sua filmografia, que capta a essência de Kick Ass com a acção e diversão nas quantidades certas. Kingsman é uma história sobre mudar as nossas vidas para algo melhor e sobre corer riscos que poderão compensar no fim. Com um agente secreto como Hart a eliminar inimigos com estilo e grandes manobras e com um vilão muito peculiar, Vaughn acerta na fórmula de novo com uma história sem momentos parados, cujas falhas estão relacionadas sobretudo com a falta de emoção na história. Kingsman aproveita as vantagens de um género nada usual nos dias de hoje, numa homenagem divertida e repleta de entusiasmo que me agradou imenso.

stars_14

Páginas: 1 2



0 thoughts on “Kingsman: The Secret Service (2015)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.