Cinderella (2015)

Cinderella (2015)

Logo-cinderella

Cinderella_2015_1

  • Realizado por: Kenneth Branagh
  • Com: Lily James, Cate Blanchett, Richard Madden
  • 113 Minutos
  • English: british-flag

A Disney continua a tentar trazer de volta ao grande ecrã as maravilhas dos contos de fadas no formato live-action e, honestamente, ao formar uma opinião apenas com o trailer do filme, Cinderela aparentava ser um tanto ou quanto dececionante. Com uma história familiar a miúdos e graúdos, estava à espera de algo parecido com Maléfica… Penso que assim será fácil imaginar as minhas baixas expectativas em relação à adaptação de Kenneth Branagh que, inesperadamente acabou por me surpreender. Cinderela é, sem dúvida alguma, uma adaptação bem-feita capaz de superar as minhas expectativas. No fundo, foi como um breve regresso à minha infância, quando ainda via clássicos da Disney sozinho em casa… Com um toque de magia deste século, Cinderela é a prova viva de que, talvez, a Disney está a chegar a algum lugar com estas novas adaptações.

Cinderela retrata a história de uma bela rapariga chamada Ella (Lily James), que tem um coração puro e está constantemente a tentar ser gentil, graças aos conselhos da sua mãe. Após a morte do pai durante uma longa viagem, Ella encontra-se presa num pequeno mundo controlado pela sua madrasta má (Cate Blanchett) e pelas suas filhas, que passam o tempo a tentar arruinar a sua vida. Sem abrir mão à coragem e sem esquecer os conselhos da mãe, Ella é forçada a fazer uma enorme quantidade de tarefas, enquanto as suas “irmãs” e a sua madrasta aproveitam o dia para fazer todas as coisas boas. No entanto, um dia, a sorte de Ella muda radicalmente depois de conhecer a sua fada madrinha, que lhe dá a oportunidade de viver a vida com que sempre sonhou…

Para um filme cujo público-alvo são as crianças, Cinderela trouxe de volta as memórias dos meus anos de infância e isso tornou a experiência em algo surpreendente. Embora a história principal tenha permanecido, a adaptação de Kenneth Branagh tenta cobrir ou, pelo menos, explicar alguns dos aspetos mais fracos que foram deixados para trás em adaptações passadas da história. Mas como se trata de um conto de fadas conhecido por todos, vou tentar não dar demasiado ênfase à história enquanto fórmula a minha opinião… A história apenas se diferencia em momentos específicos como quando Ella encontra o príncipe e o momento em que a sua madrasta e suas filhas começam a aproveitar-se da sua gentileza e boa vontade, que dão ao espectador uma melhor perspetiva e entendimento do conto mas a verdadeira magia do filme de Branagh vem de uma interpretação especial… Cate Blanchet foi simplesmente deslumbrante com uma interpretação que é reforçada por sua beleza e talento. Como madrasta de Ella, Blanchet é uma mulher rude e vil que obriga Ella a fazer todas as tarefas após a morte repentina do seu pai. Blanchet interpreta uma personagem que todos adoram odiar de uma forma um pouco inesperada e rara de se ver em filmes infantis. Mas não é só Blanchet quem merece ser elogiada… Cinderela funciona também graças à doce interpretação de Lily James que veste a pele de uma Ella próxima da adaptação animada da Disney. Ela interpreta uma rapariga amável e bonita que foi educada para ser gentil e corajosa e que tenta aproveitar a sua vida, mesmo com diversos obstáculos pela frente. A minha única reclamação em relação às personagens recai sobre algo que eu acho que falta na maioria dos contos de fadas… Mesmo com Richard Madden a dar o seu melhor, o encantador príncipe parece ser apenas um prémio final para Ella por esta ter sido corajosa e gentil durante vários anos… Branagh bem que tentou evitar isto, ao tentar criar uma relação entre o espetador e as personagens do reino mas a tarefa não foi bem-sucedida.

Em última análise, Cinderela é uma experiência gratificante tanto para crianças e adultos e é um feito surpreendente da Disney quando comprado com Maléfica. Com tantas adaptações live-action previstas para os próximos anos, Cinderela foi claramente um passo na direção certa. Kenneth Branagh combinou a magia de Cinderela com a deslumbrante Cate Blanchett que preenche o ecrã e a vista do espectador ao lado da bela Lilly James. Com o potencial para agradar a famílias inteiras, a história não tão especial da menina com o sapato de cristal transformou-se em algo mágico ou pelo menos bastante agradável de se ver. Cinderela é um filme doce e emocionante para toda a família que traz de volta parte da magia da Disney para o grande ecrã…

stars_11

Páginas: 1 2



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.