All posts filed under: ★★★★★

Crítica | Baby Driver – Alta Velocidade (2017)

De: Edgar Wright Com: Ansel Elgort, Kevin Spacey, Lily James 1h52min Como fã do trabalho de Edgar Wright, as minhas expectativas para Baby Driver eram mais do que muitas e o entusiasmo gerado pelas recentes críticas contribuiu ainda mais para a causa. Wright sabe cativar uma audiência e produzir entretenimento de qualidade, fresco, original e cheio de estilo. E começo desde já por aqui, por assumir que Baby Driver é provavelmente um dos filmes mais cool dos últimos anos, uma pérola que combina acção non-stop com uma banda-sonora marcante e que contribuí para dar todo um estilo pessoal e inconfundível ao filme. É também a primeira prova a sério de Ansel Elgort, depois de aparições em títulos mais juvenis, à qual o actor passa com distinção, numa interpretação que nos deixa a torcer constantemente pela sua personagem, carismática e icónica. Como Baby, Ansel vê-se rodeado de vilões, maus da fita sem escrúpulos comandados por um Kevin Spacey capaz de transparecer a tirania adequada ao ritmo e estilo do filme. Baby é o motorista dos golpes, …

Crítica | Foge (2017)

De: Jordan Peele Com: Daniel Kaluuya, Allison Williams, Bradley Whitford 1h44min Há já algumas semanas que ecoa pelas páginas e publicações de cinema o nome do filme de estreia de Jordan Peele, pelas melhores razões. Uma estreia poderosa que se tem vindo a destacar como um dos mais promissores filmes de terror dos últimos anos, o que elevou sem dúvida a fasquia antes da minha visualização. Olhando para todo o género nos últimos anos, saltam logo à vista uma série de títulos que desafiam a norma e que inovam com enredos simples que chocam e provam o espetador e prova disso é o sucesso do festival MOTELX nos anos mais recentes. O terror independente está na moda e fez renascer todo um género que se via nas ruas da amargura com franchises e sequelas atrás de sequelas. Foge é a celebração de tudo isto, um trabalho arrebatador e provocador de Peele que nos deixa colados à cadeira, mergulhados na narrativa e completamente chocados com toda a crueldade, tragédia, ironia e estranheza que gera à volta …