★★★★, Críticas, Estreias da Semana, Português, Reviews, Weekly Bamboo
Leave a Comment

Crítica | Coco (2017)

  • De: Lee Unkrich, Adrian Molina
  • Com: Anthony Gonzalez, Gael García Bernal, Benjamin Bratt
  • 2h10min (filme + curta)

São pequenos tesouros como este que nos mostram o poder e a essência da animação no cinema. E por muitos percalços, piadas tolas e sem nexo e animações apressadas que surgem nas salas de cinema para “sacar” gargalhadas dos mais novos, é por estas surpresas que ainda dou por mim a aproveitar as (poucas) versões legendadas dos filmes de animação que por aqui param. Pais que por aí andam, agarrem nos vossos filhos e levem-nos ao cinema porque Coco é uma conjugação harmoniosa de diversão e emoção de visionamento obrigatório.

Image result for coco film

Uma história encantadora sobre sonhos, ambição e família que nos leva ao coração do México para conhecermos o pequeno Miguel e a sua família. Apaixonado pela música e com um sonho de seguir as pisadas do seu ídolo, o mítico guitarrista Ernesto de la Cruz, Miguel vê-se confinado e preso às tradições da família, atormentada pela música face a uma tragédia no passado. Para ultrapassar este obstáculo à sua ambição, decide arriscar tudo e abandonar a família para se tornar num músico reconhecido, mas uma série de eventos levam-no a um lugar peculiar, colorido e majestoso, por onde pairam aqueles que morreram, a Terra dos Mortos. Aqui, neste estranho lugar, todos os anos sem exceção os espíritos podem visitar os seus antepassados no dia dos Mortos, se homenageados por estes em Terra. E é assim que Miguel encontra a sua família e Héctor, um vigarista determinado a regressar a casa para visitar os seus familiares, e se vê envolvido numa aventura emocionante à descoberta do passado, das tradições e da história da sua família, numa determinada conquista por um sonho de uma vida. E é tão curioso ver as lições que se retiram desta divertida e emocionante aventura, sob a forma de pequenos detalhes que pairam na história, deixando para os mais velhos, conteúdo para refletir e apreciar e, para os mais novos, um chamar de atenção para o respeito, adoração e importância da família.

São os ritmos latinos do México, os acordes de guitarra e as tradições místicas e enternecedoras evidentes no culto e adoração aos familiares que já faleceram, que carregam este Coco de uma força e de um potencial únicos. Dei por mim a viver cada momento do filme à custa de uma mostra adorável de carinho e ternura, em que as relações entre as personagens e o crescimento de um pequeno rapaz sonhador e determinado são aspetos que tornam a experiência memorável e enriquecedora. E continua a ser incrível testemunhar a forma como a Pixar consegue explorar as emoções de forma tão natural e próxima.

Image result for coco film

Destaco a forma cativante como a história de um rapaz à procura de concretizar o sonho de uma vida, para se tornar num grande guitarrista como o seu ídolo, adquire um carácter memorável e marcante, ao explorar a tradição mexicana e o culto pelos mortos, oferecendo uma conjugação de momentos divertidos e animados com uma série de momentos de reflexão e com um carácter mais emocional. É este potencial inspirador e marcante da história, aliado a um espetáculo visual de luz e cor que dá toda uma alegria e uma sensação de vida muito especial à Terra dos Mortos e a uma banda-sonora latina que nos transporta para o México por si só. Por tudo isto, e pela fantástica curta de abertura, que nos levou a explorar a divertida e vibrante aventura de Olaf no Natal em Arendelle, num regresso musical ao mundo de Frozen, escusado será dizer que esta prenda antecipada da Disney/Pixar é um dos tesouros cinematográficos do ano e uma bonita e deliciosa lição sobre a importância da família.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s