Bamboo Awards | Os 15 Filmes Favoritos de 2016

Bamboo Awards | Os 15 Filmes Favoritos de 2016

3. MANCHESTER BY THE SEA, Kenneth Lonergan

manchester-by-the-sea-feature

Curiosa a forma como o comming-of-age se mistura com a dor da perda, estimulando a reflexão sobre um retrato cuidado, simples e devastador de uma família e, sobretudo de um homem incapaz de ver a esperança e a alegria de viver. Manchester of the Sea é um dos dramas mais belos, trágicos e devastadores dos últimos anos que retrata a perda, o luto e a capacidade de superação perante as tragédias, tornando-se numa conquista para Kenneth Lonergan pela forma como transforma uma história trágica, triste e devastadora num drama belo e emotivo com duas interpretações brilhantes de Casey Affleck e Michelle Williams.

1/2. QUARTO, Lenny Abrahamson

roomfeatureQuarto é uma dura batalha psicológica e intrigante contada duma forma emotiva e cativante que nos leva para uma autêntica viagem de emoções em que somos confrontados tanto com situações de ternura e de companheirismo e afeto como com situações quase-claustrofóbicas e revoltantes. Uma história dura e impressionante acompanhada por duas interpretações fascinantes tanto do jovem Jacob Tremblay como de Brie Larson, que brilha com a forma natural e comovente como dá vida a uma mãe aprisionada que tenta proporcionar ao filho um sentimento de segurança. Depois de Frank e, num registo completamente diferente, Lenny Abrahamson é responsável por assinar um dos grandes filmes do ano que vai com toda a certeza deixar a sua marca com uma história de esperança que reflete o melhor e o pior da natureza humana e que nos aprisiona num lugar pequeno mas ao mesmo tempo infinito.

1/2. LA LA LAND – MELODIA DE AMOR, Damien Chazelle

LLL d 29 _5194.NEF

La La Land é uma representação única não só do amor entre dois protagonistas mas de vidas de luta, de conquistas e de derrotas, que surpreende e deslumbra pelo seu encanto natural, pela proximidade e empatia que criamos de imediato com todo aquele mundo vibrante de cor e música. Uma dança cativante em que o charme e encanto de Ryan Gosling e de Emma Stone, juntos lado a lado no grande ecrã, acaba por se tornar na derradeira peça de toda esta representação de amor, em interpretações que nos cativam de tal forma a que quando damos conta estamos contagiados e envolvidos neste conto vislumbrante. No fim de contas, La La Land é uma representação autêntica daquilo que é a magia do cinema. Uma ode aos musicais, ao amor e ao cinema, uma sequência vibrante coreografada do início ao fim com momentos mágicos, uma atmosfera cativante e um romance que combinados funcionam e fluem no grande ecrã de forma surpreendente e apaixonante.

E aqui ficam os meus filmes favoritos do ano!

Bons filmes!

Páginas: 1 2 3 4 5



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.