★★★★, Críticas, Highlight Reviews, Português, Reviews
Comments 2

Crítica | Doutor Estranho (2016)

t-t_doutor-estranho

poster-doutor-estranho-2

  • De: Scott Derrickson
  • Com: Benedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Rachel McAdams
  • 1h55min

Na mesma linha daquele que é possivelmente o maior franchise dos tempos modernos, Doutor Estranho domina o Universo Cinematográfico da Marvel ao ser a experiência visual mais estimulante e apelativa e com um elenco gigante que enaltece uma história que à partida tinha tudo para ser um enorme desafio. Não é de todo fácil cativar o público com miticismo, magia e entidades superiores e abstractas em histórias de super-heróis. Ao longo deste ano foram dois os exemplos de filmes do género que tentaram tamanha proeza e falharam (X-Men: Apocalipse e Esquadrão Suicida). Portanto, para uma história em que tudo gira à volta de mitos, lendas e magia, pode-se dizer que Doutor Estranho é provavelmente um dos filmes mais ambiciosos do universo Marvel.

Image result for doctor strange still

É precisamente a forma como se contornaram estas dificuldades em produzir uma história cativante e apelativa que torna Doutor Estranho numa aventura original, ambiciosa e visualmente estimulante que nos entrega sequências espetaculares, com múltiplos universos e realidades numa combinação emocionante de acção e efeitos visuais que se torna numa viagem alternativa, como se estivéssemos perante os efeitos secundários de substâncias ilícitas. Doutor Estranho introduz uma realidade paralela à nossa, no seio do já gigante universo de super-heróis, com casuais referências aos Vingadores (que só estão lá para criar elos de ligação) e um super-herói que brilha no ecrã à custa do carisma e da atitude de Benedict Cumberbatch que assentou que nem uma luva como Doutor. Os exageros da vida de médico levaram-no a ser vítima de um despiste que o coloca num estado quase que intermitente. Sem hipóteses de exercer a sua actividade e de ver o seu talento brilhar, Strange descobre um lugar místico que promete todo um mundo e uma realidade diferente daquela que lhe é conhecida.

Image result for doctor strange still

A teimosia de Strange e o seu feitio muito semelhante ao de Tony Stark suscita algumas semelhanças com Homem de Ferro e, à medida que mergulhamos bem fundo neste universo fantástico, torna-se óbvio que estamos perante um dos grandes êxitos deste universo de super-heróis. Doutor Estranho tem os clichés e uma história que, de modo geral, não foge às regras e costumes de filmes do género. O vilão é um dos aspectos mais pobres da história mas é compensado por um elenco tão rico e por personagens que suscitam interesse e emotividade. Tilda Swinton, Chiwetel Ejiofor e Rachel McAdams são aqui peças fulcrais para narrativa, possibilitando uma história que funcionaria, sem grandes problemas, fora do universo da Marvel. A fascinante origem de Strange é como que uma viagem espiritual, com conceitos e momentos que elevam a típica narrativa do género.

Image result for doctor strange still

A história com elementos familiares e um seguimento semelhante a tantas outras histórias do universo da Marvel descobre as particularidades de sequências visuais electrizantes e cativantes que lhe confrem um encanto próprio e uma certa ambição. O acompanhamento sonoro é igualemente apelativo e serve de complemento a muitos dos momentos mais intensos. A seriedade é por vezes substituída por pequenas piadas e momentos mais tranquilos que fluem com naturalidade, fruto do carisma e interpretrações do grande elenco. Cumberbatch entra assim com força para uma família enorme que conta já com tantas estrelas  e com um fim ainda distante. Strange, o herói que à partida parecia introduzir mais dificuldades no universo do que aquelas que James Gunn teve que ultrapassar em Guardiões da Galáxia, surge assim como uma imagem renovada de Tony Stark, num Universo que se vê agora mais preenchido, com mais lugares desconhecidos, personagens e perigos apresentado de forma cativante e visualmente apelativa. Doutor Estranho tira partido da sua estranheza e da magia da história para construir e dar a conhecer a origem de mais um herói que parece ser uma pequena lufada de ar fresco num franschise com tanto para acrescentar ainda.

stars_14

Advertisements

2 Comments

    • Olá 🙂 Muito obrigado pelo comentário! 😛 para quem gosta do carisma e da personalidade do Cumberbatch é delicioso vê-lo como Strange! O filme é muito descontraído, tem umas sequências espetaculares (parece que estiveste sob o efeito de drogas com cores e transições meio bizarras). Vale a pena 😉 Depois de o veres, vou ver as vossas “pepitas” 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s