Crítica / Prémio MOTELX Melhor Curta Portuguesa 2016 | Que é Feito dos Dias na Cave? (2016)

motelxlogonew

que-e-feito-dos-dias-na-cave-poster

A curta Que é Feito dos Dias na Cave, da autoria de Rafael Almeida é uma experiência inquietante e assustadora contada do ponto de vista de Marco, um doente de um hospital psiquiátrico que procura fugir daquele lugar que o atormenta. O percurso está minado de obstáculos, presenças aparentemente malignas e é marcante a forma como todos aqueles doentes deambulam por aqueles corredores escuros e sombrios. Os passos de Marco são acompanhados segundo a segundo, numa autêntica experiência sensorial que explora a perda de sanidade mental e os receios e angústias da personagem principal recorrendo sobretudo a elemtentos visuais e a peripécias empolgantes. Que é Feito dos Dias na Cave tem um claro potencial e uma atmosfera original capazes, fruto de uma fotografia, realização e interpretações de grande nível.

O MELHOR: A personagem principal e a complexa personalidade desta. A atmosfera negra e sombria e a constante inquietação provocada por um bom exercício de realização e fotografia.

O PIOR: A falta de um desenlace cativante depois de uma experiência carregada de energia e de sensações.

stars_14



1 thought on “Crítica / Prémio MOTELX Melhor Curta Portuguesa 2016 | Que é Feito dos Dias na Cave? (2016)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.