★★★★, Críticas, Highlight Reviews, Português, Reviews
Comment 1

Crítica | Bons Rapazes (2016)

NiceGuysTT

BonsRapazesPoster

  • De: Shane Black
  • Com: Russell Crowe, Ryan Gosling, Margaret Qualley
  • 1h56min

O que Shane Black trouxe ao grande ecrã com Bons Rapazes foi quase que uma ode aos bons tempos do género buddy cops, com claros traços característicos de Lethal Weapon, no qual o próprio foi argumentista. Quer como comédia, quer como policial, o encanto próprio da história e o estilo icónico dos anos 70 tornam esta pequena viagem ao passado numa deliciosa descoberta que beneficia e muito de uma parceria genial entre Russell Crowe e Ryan Gosling.

Bons Rapazes triunfa pela história recheada de momentos irreverentes e por uma química fantástica entre as duas personagens principais que dão todo um outro brilho à trama. Um caso carismático e controverso tem início com o aparente suicídio de uma famosa atriz de filmes pornográficos, que leva dois detetives privados, Holland March (Ryan Gosling) e Jackson Healey (Russell Crowe), a mergulharem bem fundo numa teia de mentiras, esquemas e conspirações num mundo curioso e excêntrico, em busca de uma rapariga que se vê no centro de todas as atenções. Tudo isto a um ritmo quase que imparável, que nos deixa envolver em cada peripécia e em cada detalhe delicioso, por forma a não perder pitada do que por ali se vai passando.

Com alguma dose de thriller e de mistério, mas sempre mantendo a envolvente mais cómica e ligeira, Bons Rapazes conquista pela versatilidade e irreverência, tirando partido de uma das melhores duplas de detetives dos últimos anos. Tanto Crowe como Gosling apresentam-se em grande forma, com duas personagens que dão vida à celebre ideia good cop, bad cop. Crowe, o autêntico e clássico detetive privado que procura acima de tudo manter-se íntegro e fiel perante os seus clientes, contrasta com a personalidade mais descontraída e de certa forma atrevida de Gosling, com um detetive que já teve os seus bons momentos e que se vê agora com casos no mínimo caricatos. Juntos, partilham mais do que o mesmo caso… São dois pontos de vista diferentes, duas personalidades contrastantes e que tiram partido de tudo isto como uma lição de aprendizagem, com algum humor à mistura. Com outras pessoas no seu lugar, podemos quase que assumir que Bons Rapazes não teria o mesmo impacto nem a mesma energia, mas há que dar o mérito a uma história que tem um carácter muito próprio e que consegue separar os momentos mais descontraídos e animados, daqueles em que um pouco de mistério leva a um ambiente mais sério.

Da música, aos trajes, sem esquecer os próprios cenários e a excentricidade das personagens, Bons Rapazes traz uma visão charmosa e repleta de estilo de Los Angeles nos anos 70 que preenche uma história irreverente e que tem tudo para se tornar num êxito na já longa filmografia do realizador Shane Black. Bons Rapazes é um delicioso policial com um carácter cómico e curioso que o torna único, que beneficia de duas grandes interpretações por parte de Crowe e Gosling e por uma história irreverente e original que tem um brilho muito próprio e uma energia contagiante. Numa palavra: Imperdível!

stars_16

Advertisements

1 Comment

  1. Pingback: BAMBOO AWARDS | 8 Grandes Surpresas de 2016! | Panda's Choice

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s