★★★★, Críticas, Highlight Reviews, Português, Reviews
Leave a Comment

Crítica | Macbeth (2016)

macbeth-logomacbethposter

  • De: Justin Kurzel
  • Com: Michael Fassbender, Marion Cotillard, Jack Madigan
  • 1h53min

Sem esquecer as origens teatrais e a imponente história que tornou Macbeth numa das mais marcantes peças de William Shakespeare, esta adaptação de Justin Kurzel vive de uma interpretação ímpar de Michael Fassbender e de uma envolvente visual incrível que preenche a tele com belas e tenebrosas paisagens que transparecem o carácter negro da trama. Por entre rodeios, tragédia, guerra e paixão, Macbeth é um filme poderoso e ambicioso que contempla a intriga, a vingança e a ambição do homem enquanto seguimos o desenrolar de uma profecia cruel que serve de motivação a um homem outrora humilde.

No seguimento de uma violenta vitória, Macbeth (Michael Fassbender), general louvado e aclamado pelos seus atos de bravura e de dedicação para com o reino, vê-se confrontado com a presença de três feiticeiras no meio de todo aquele cenário de guerra. Perante as três feiticeiras, Macbeth vê-se louvado como futuro rei e ameaçado simultaneamente por uma futura dinastia. Confrontado com esta possível realidade, procura o conforto e a paz nos braços da sua companheira, mas depressa a paixão converte-se numa ambição desmedida e numa sede de poder sem precedentes. Da manipulação da mulher à ambição que sempre o definiu, Macbeth toma a terrível decisão de assassinar o monarca, tornando-se no sucessor do trono. Mas a profecia que outrora lhe garantiu poder e grandiosidade tomou conta de toda a ambição e como forma de defender o trono, Macbeth vê-se mergulhado no medo e num desejo incontornável de eliminar todos aqueles que são adversários dignos.

Neste relato medieval de um rei movido pelos motivos errados, a narrativa e os diálogos procuram contemplar os aspetos mais característicos da peça, numa envolvente mais teatral e dramática que tira partido de uma envolvente visual imponente. As belas e míticas paisagens do Reino Unido em tempos medievais, incorporando simultaneamente a natureza e as diferenças entre os vários estratos sociais num período de guerra entre reinos, dão um relevo histórico e mais profundo à trágica história do general que se tornou rei. A interpretação triunfal de Fassbender, possivelmente uma das mais marcantes da sua carreira, que veste aqui a pele do imponente general, é sem sombra de dúvidas o maior destaque de todo o filme, com uma personalidade forte que preenche a tela com os seus receios, ambições e conquistas, complementado pela manipulação e pela ganância da sua mulher, interpretada pela talentosa Marion Cotillard. As interpretações tiram partido da tragédia e da posição de destaque que ambas as personagens ocupam no enredo e é impressionante a forma como nos vemos envolvidos e sugados por personalidades tão cativantes e sombrias.

No meio de tudo isto, o que deixou mais a desejar acabou mesmo por ser o carácter mais teatral que na tela grande, não tem o brilho nem a imponência que adquire em palco, dificultando por vezes a contemplação e a apreciação do filme. Macbeth não é um filme simples e não procura agradar tanto a gregos como a troianos… É como que uma transcrição fiel e digna de uma das peças mais marcantes da história do teatro e da autoria de Shakespeare, cuja distinção se deve às duas personagens à volta das quais se desenrolam todas as guerras, todos os desacatos e todas as conquistas. Com duas grandes interpretações de talentosos atores que se apresentam de forma mais teatral e com uma envolvente visual assombrosa e deslumbrante, Macbeth permanece imponente no grande ecrã.

stars_14

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s