★★★★, Críticas, Highlight Reviews, Oscars 2016, Português, Reviews
Leave a Comment

Crítica | The Revenant – O Renascido (2015)

therevenantposter revenant

  • Realizado por: Alejandro G. Iñárritu
  • Com: Leonardo DiCaprio, Tom Hardy, Will Poulter
  • 2h36min

Depois de ter dado vida a Jordan Belfort, Leonardo DiCaprio está de volta com uma interpretação que o coloca de novo na linha da frente no circuito de prémios. Uma interpretação que revela o talento e a grande dedicação do actor com uma personagem que vê a vida a andar para trás após um terrível ataque de um urso que o deixa incapacitado. Uma interpretação repleta de traços característicos fortes e carregada de uma enorme carga emocional sobretudo na segunda parte do filme. É este, sem sombra de dúvidas, um dos grandes pontos de destaque do novo filme de Alejandro G. Iñárritu, The Revenant: O Renascido, que nos transporta para cenários visualmente magníficos que contrastam com uma história negra, brutal e com um ritmo quase claustrofóbico, que beneficia ainda de um Tom Hardy implacável que se coloca em posição de se tornar num dos vilões do ano. O actor de Mad Max está também em destaque com uma personagem cruel que se deixa levar pela ganância e pelo medo.

A história retrata a jornada épica de sobrevivência de Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) numa caminhada repleta de obstáculos em que a sua coragem e a força do espírito humano são postas à prova. Uma caminhada carregada de um enorme sentimento de revolta e de vingança após ter sido traído e deixado para trás, abandonado pelos membros da expedição em que participava. É a personalidade mais humana de Glass que contrasta com a ganância e o desprezo de John Fitzgerald (Tom Hardy) num intenso duelo de grandes emoções carregada de um enorme desejo de vingança e de sobrevivência.

O argumento é intenso e voraz, repleto de emoções e de situações que revelam tanto o pior como o melhor da natureza humana. Um thriller com as características de um western com um grande potencial fruto de momentos e situações quase que inexplicáveis e carregados de uma enorme crueldade em que os interesses do homem se sobrepõem ao que há de bom na natureza humana. Repleto de momentos brutais, o espetador é confrontado com um cenário claustrofóbico no qual se criam situações que proporcionam uma ligeira sensação de insegurança. Tudo isto aliado às grandes interpretações, tanto de Hardy como de DiCaprio que se mostram imparáveis ao longo do filme.

No entanto, a intensidade da história não parece preencher o filme por completo, acabando por se perder grande parte do impacto que esta adquire nos momentos mais intensos. De facto, a duração não deixa de parecer um tanto ou quanto exagerada para o conteúdo do enredo, ainda que se complemente a história com paisagens visualmente magníficas que dão lugar possivelmente à melhor fotografia do ano.

No fim de contas, The Revenant – O Renascido é uma brutal história de vingança que beneficia das interpretações de um grande elenco e que vive à volta de momentos quase que surreais em que a natureza humana é apresentada em plano de fundo. Um filme que peca pela duração mas que ao mesmo tempo impressiona em aspetos visuais, tornando-se numa grande e intensa experiência cinematográfica que poderá valer a DiCaprio o já há muito merecido prémio.

stars_14

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s