★★★, Críticas, Highlight Reviews, Português, Reviews
Comment 1

Crítica | A Viagem de Arlo (2015)

  • Realizado por: Peter Sohn
  • Com: Raymond Ochoa, Sam Elliott, Frances McDormand
  • 1h40min

Este ano fomos brindados pela Disney/Pixar duas vezes e há que dizer que após alguns títulos que ficaram aquém daquilo que tipicamente define as produções conjuntas dos estúdios, parece que o caminho para o sucesso foi de novo encontrado. Ainda que Inside-Out (Divertida-Mente) tenha sido um marco e tenha ficado marcado como um dos filmes do ano por uma série de razões entre as quais destaco a simplicidade, humildade e a forma deliciosa como a história é contada, a verdade é que A Viagem de Arlo não desaponta e não se fica muito atrás, pelo menos em comparação com outros filmes frutos desta parceria. Enquanto em Inside-Out fomos quase que desafiados por um conjunto de personagens incríveis que representam a nossa (muito) complexa mente e procuram dar ênfase a um conjunto de emoções que descrevem parte do nosso crescimento, n’A Viagem de Arlo somos convidados a ver uma história de um pequeno dinossauro, Arlo, que cresce com o desejo de se tornar num exemplo e num merecedor de uma marca ao lado das marcas da família.

Arlo é desde logo confrontado com uma série de dificuldades e dilemas que o levam a assumir uma postura de inferioridade perante os seus irmãos, fruto das suas características físicas e de uma personalidade mais inocente. Sempre apoiado pelo pai, Arlo vê-se no meio de uma encruzilhada quando este é levado por uma enorme onda enquanto os dois vagueiam pela floresta para que Arlo possa cumprir a sua missão. Sozinho e perdido, Arlo começa a procurar o caminho para casa e pelo meio depara-se com um pequeno rapaz que o conduziu à situação problemática. Enquanto o pequeno dinossauro é dominado pela timidez e pelo medo, o rapaz mostra bravura e coragem e acaba por se tornar num aliado de Arlo na sua jornada. Nasce então aqui uma jornada pelo meio de uma bonita e peculiar amizade que se destaca pelo crescimento de duas personagens sobretudo a nível emocional.

Ainda que hajam momentos para preencher todo o filme, a verdade é que parte deste se vai perdendo com uma história que aparenta ser repetitiva por breves momentos e que pouco arrisca com um enredo habitual e que nos é familiar em diversos filmes do género. Talvez neste aspeto, o surpreendente Inside-Out tenha feito alguma moça, deixando as expectativas em alta para mais um regresso em grande. No entanto, apesar destes factos menos positivos, há que destacar as duas personagens que partem para uma divertida aventura com momentos emocionantes.

A Viagem de Arlo acaba então por ser uma jornada repleta de encruzilhadas e obstáculos em que o crescimento e a descoberta das personagens prevalecem como os aspetos mais interessantes. Este é um filme que simboliza sobretudo o valor da amizade e a dificuldade em nos encontrarmos a nós próprios naquele que é o maior desafio das nossas vidas: crescer. Uma história que se encaixa naquilo que é usual na parceria Disney/Pixar e que procura animar plateias com uma aventura emocionante construída à volta da invulgar amizade entre um pequeno dinossauro e um pequeno rapaz em que a coragem de um e os receios do outro combinam-se para revelar o melhor dos dois. Visualmente cativante, a demonstrar mais uma vez a tremenda evolução na animação digital, com momentos e cenários repletos de belos detalhes, esta é mais uma prenda no sapatinho dos estúdios de animação para miúdos e graúdos.

stars_12

Advertisements

1 Comment

  1. A Viagem de Arlo: 3*

    “A Viagem de Arlo” é apenas bom e gostei do seu argumento, contudo o filme em si tem coisas que não me cativaram.

    Cumprimentos, Frederico Daniel.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s