Crítica : Prémio MOV/MOTELx | O Tesouro (2015)

Crítica : Prémio MOV/MOTELx | O Tesouro (2015)

premio movmotelxA curta que se segue na retrospectiva foi baseada num conto de Eça de Queirós e uma história onde o Terror é sobretudo psicológico, centrando-se na ganância e maldade do homem.

O TESOURO

um filme de Paulo Araújo

stars_12Cenário: Três irmãos encontram um tesouro no meio de uma mata e decidem dividi-lo igualmente pelos três.

Prós: É admirável a forma como Paulo Araújo representa a ganância e maldade do homem, através de três irmãos e dos sentimentos que estes têm uns pelos outros. Após decidirem dividir o tesouro pelos três, a forma como se ‘lixam’ para o pacto, pondo à frente os interesses pessoais e a forma crua e malvada como decidem conquistar o tesouro, colocando-se numa posição em que todos estão contra todos é o espelho da ganância do homem. Nesta curta, o desejo e o egoísmo sobrepõem-se a todos os valores morais e nem os laços familiares impedem que esta história depressa se transforme numa tragédia… De destacar também tanto as interpretações do elenco como as próprias personagens.

Contras: Para além de aspectos técnicos, creio que um segundo visionamento me ajudaria a compreender o desfecho trágico da trama. Existe uma ideia forçada e repetitiva de tentar fazer humor no meio da história, o que acaba por estragar parte da tensão que se cria entre os irmãos.

Trailer:



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.