★★★★, Highlight Reviews, MOTELx, Português, Reviews
Leave a Comment

Críticas / MOTELx | Turbo Kid (2015)

  • Realizado por: de François Simard, Anouk Wissell e Yoann-Karl Whissell
  • Com: Munro Chambers, Laurence Leboeuf, Michael Ironside
  • 93 Minutos

Um dos filmes mais aguardados desta edição do festival e que se distancia um pouco do registo habitual da seleção de filmes da organização… Turbo Kid é um daqueles filmes difíceis de encontrar e que quando os vemos queremos disfrutar ao máximo, vezes sem conta. Talvez uma das melhores experiências que tive o prazer de assistir no festival e sem dúvida alguma um dos poucos filmes que me fez regressar aos anos 80 (It Follows esteve perto mas o filme de François Simard, Anouk Wissell e de Yoann-Karl Whissell é simplesmente genial). Um filme que conta uma história passada num universo pós-apocalíptico em que a água escasseia e as motas de Mad Max são substituídas por bicicletas todo-o-terreno… Neste universo, conhecemos um rapaz apresentado como The Kid que é um verdadeiro fã de banda-desenhada e que vive com um desejo incontrolável de se tornar no seu super-herói favorito: Turbo Rider. Pelo meio da história conhece uma rapariga encantadora e divertida que se destaca com a sua personalidade carismática e é obrigado a enfrentar um vilão sem escrúpulos que se considera dono de grande parte do território onde todos habitam.

Um filme que de Terror nada tem, a não ser momentos repletos de sangue e carnificina. Um festival de gore em que o exagero torna a trama ainda mais especial… São cerca de 90 minutos de ação brutal e sem limites que agrada todo e qualquer fã do género, superando todas as expectativas. O vilão da história é como que um evil boss para derrotar lá mais para o fim, ocupando o tempo com seguidores que procuram fazer a vida negra ao herói do filme. Batalha após batalha, a ação de Turbo Kid ganha uma intensidade sem limites, tornando-se imparável perto do fim. Um filme que se assemelha a um jogo de vídeo com personagens memoráveis e um tom quase que cómico.

A experiência proporcionada por Turbo Kid é praticamente semelhante àquela que George Miller nos apresentou com o regresso de Mad Max. Há adrenalina “aos montes”, ação do início ao fim, sangue e carnificina para todos os gostos e momentos absolutamente geniais. Um filme que aproveita o potencial de uma boa premissa, desenvolvendo uma grande história de um rapaz que luta arduamente para se tornar num super-herói. Repleto de detalhes curiosos que nos transportam para os anos 80, de referências e envolto numa banda-sonora que combina na perfeição com o seu visual repleto de estilo, Turbo Kid é uma aventura imparável que triunfou sem sombra de dúvidas na sua primeira sessão do MOTELx.

stars_16

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s