Artigos
Leave a Comment

Itallians do it better

Festa_do_cinema_logo_8a

Foi com muita emoção que a grande festa do cinema italiano se despediu da cidade de Lisboa. Um projecto jovem, ambicioso e que dá um enorme contributo cultural à cidade das sete colinas. Durante nove dias, quem passou por lá teve a oportunidade viu obras do mestre Felini e uma cópia remasterizada de Cinema Paraíso recebida com enorme agrado pelo píblico. Com uma programação surpreendente que incluía o melhor que se tem feito nos últimos dois anos em terras romanas, a organização está sem dúvida de parabéns. Que venham mais festas assim pois o cinema deve ser celebrado! Como um festival que abriu e fechou com dois filmes que retratavam a juventude (O País das Maravilhas e O Rapaz Invísivel) e que deu ao país a oportunidade de conhecer parte da história de Federico Felini em Que Estranho Chamar-se Federico, o 8 ½ Festa do Cinema Italiano superou as expectativas e bateu recordes de audiência, esgotando cerca de um quarto das sessões. Um resultado notável para um festival ainda não muito divulgado mas que tem qualidade para ser um dos grandes do círculo nacional.

Para um festival com um orçamento limitado e que ainda não conta com o apoio do ICA (uma verdadeira vergonha para o país!), a forma fantástica como o público acolheu o evento é a prova viva de que por cá ainda se quer bom cinema. Na sessão de encerramento, foi feita uma breve homenagem ao mestre do cinema Português Manoel de Oliveira, a quem se dedicou esta edição do festival e foram anunciados os vencedores da categoria do público e da secção competitiva. O prémio do público, com o apoio dos canais TVCine e Séries foi atribuído a Le Cose Belle, de Agostino Ferrente e Giovanni Piperino, um documentário realizado durante dez anos e que emocionou tudo e todos com uma história dura e verídica de quatro jovens na grande cidade de Nápoles. Mais tarde o filme recebeu uma menção honrosa por parte do júri do festival. O grande vencedor da edição foi o filme Almas Negras de Francesco Munzi. O 8 ½ Festa do Cinema Italiano segue agora pelo país fora para mostrar o que há de melhor no cinema italiano mas é importante não esquecer a retrospectiva de Felini que continua em cena na Cinemateca durante o mês de Abril.

Aproveito então agora para dar os meus parabéns a esta organização que encantou Lisboa com os cenários pitorescos de Itália e com um cinema que é de longe um dos melhores do mundo. É por existirem festas destas em Portugal que dá gosto divulgar as iniciativas que por cá se fazem. O 8 ½ Festa do Cinema Italiano despede-se com aplausos de Lisboa, deixando uma pequena promessa para um evento dedicado a Felini em Setembro como aperitivo para a nona edição do festival que durante nove dias fez justiça à tagline “Itallians do it better”. Bravo!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s